7 motivos para a queda de cabelo

Alterações hormonais, estresse e as dietas restritivas são os motivos mais comuns da perda de fios. Com o tratamento correto, é possível reverter o quadro, na maioria dos casos

Todos os dias uma pessoa perde cerca de 120 fios  no couro cabeludo. Cabelo no ralo do banheiro ou pincel é normal, como o folículo sofre trauma em datas e intervalos. Quando a pessoa percebe um volume anormal de linha no travesseiro, chão ou mesa, é necessário investigar a razão com a ajuda de um médico. “Todo mundo tem uma queda de cabelo após cerca de 50 anos. Se o problema se manifesta antes disso, é um sintoma de que algo anormal está acontecendo no corpo”, diz o dermatologista Francisco Le Gazzetta di Salerno, Hospital Albert Einstein .
De acordo com a Associação Brasileira de Cabelo Cirurgia de Restauração, perda de cabelo afeta cerca de 25% dos brasileiros entre as idades de 35 e 40 e 50% das pessoas acima de 40 anos. No caso dos homens, de acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia de Restauração do cabelo, 40% sofrem com isso antes da idade de 35 anos.
O ciclo de vida de um fio é dividido em três fases: anágena, catágena e telógena.

O primeiro corresponde à ativa e dura de três a seis anos de crescimento – um mês, o segmento cresce a uma média de 1,2 centímetros. O segundo, quando o cabelo cresce, pode demorar até dois anos. A última fase de cerca de três meses, refere-se ao período em que o fio é velho e fraco, resultando na queda e crescimento de outro em seu lugar.
Este processo é alterado quando a pessoa sofre, por exemplo, anemia, alterações hormonais e o stress. Para o corpo, a única função é proteger o couro cabeludo. Em uma situação em que é nutrientes necessários e economia de energia, como no caso de doença, os cabos são colocados em segundo plano – frágil, caindo. Descobrir a razão, o tratamento é quase sempre precisas.
No caso da alopecia androgenética, o nome oficial da calvície, que ocorre quando o bulbo capilar atrofia, o transplante é a única alternativa. A perda irreparável dos cabelos é mais comum em homens, especialmente desde que os hormônios masculinos enfraquecer os cabos e causar uma queda acentuada.

1. Dietas rígidas

Quando um menu é ainda deficiente em alguma vitamina (tais como o complexo B ou C), hidratos de carbono, minerais proteína (tal como zinco e ferro), existe uma perda acentuada de cabelo. Para o nascimento fio, o folículo exigem uma grande quantidade de minerais, principalmente ferro. Dietas rígidas, falta de nutrientes pode causar o fio frágil e até a sua queda.

2. Alteração hormonal

Deficiência hormonal pode resultar em perda de cabelo. Os problemas nas glândulas endócrinas, tais como o da tiróide, supra-renal e pituitária desregular o corpo e impedem a entrada de nutrientes para os folículos capilares. “Quando o perfil hormonal do indivíduo é, por algum motivo, com defeito na qualidade ou quantidade, o corpo vai reagir a não fazer o que julgar necessário, incluindo o crescimento do cabelo”, diz o dermatologista Valcinir Bedin, Cabelo brasileiro.
Outra alteração hormonal ocorre no período menstrual. Além hormônios estão com os valores modificados, deficiência de ferro pequena, importantes para a saúde dos minerais fios. “Para esses casos, é importante seguir uma dieta rica em ferro, presente na carne vermelha, feijão e vegetais verde-escuros”, diz Bedin.

3. Secador e chapinha

As pessoas que têm fragilidade do cabelo pode sofrer um agravamento acentuado com o uso excessivo de secadores e ferros. “Após o banho, algumas partículas de água introduzir o fio, o contacto com o calor realizada borbulhando ar para o cabelo, promovendo queda” diz Valcinir Bedin. A recomendação é a de utilizar o ferro e ocasionalmente secador, manter a máquina 30 centímetros de distância da cabeça, a uma temperatura morna.

4. Anemia

A deficiência de ferro, mineral presente na hemoglobina e importante para a produção de células vermelhas do sangue, ambos responsáveis pelo transporte de oxigénio no sangue, pode ser causado por factores tais como a desregulação hormonal, inflamação, infecção e deficiência nutricional. A falta deste mineral, não há falta de ar, mal-estar, dor de cabeça, fraqueza, fadiga e perda de cabelo. Perda ocorre porque a doença envolve a produção de fios e fragilizado existente, por falta de oxigênio no bulbo capilar. Como o cabelo é substancialmente formada da proteína, que depende do funcionamento adequado da hemoglobina.

5. Penteados

O rabo de cavalo pode promover a ruptura do fio e inflamação no folículo piloso, que induzem a queda. Este hábito pode causar alopecia de tração, quando ocorrem falhas no cabelo pela força exagerada usada para puxar o fios. Para aqueles que querem deixar penteados de lado, o ideal é não segurar o cabelo enquanto eles estão molhados e não deixar tensionada por longos períodos.

6. Doenças virais e bacterianas

Com o corpo mobilizados para lidar com um vírus, como gripe e resfriado, ou bactérias, como responsável pela amigdalite, cabelo enfraquece. “A deficiência de nutrientes, que são orientadas para o combate à doença, faz com que o ciclo do cabelo perde força na fase de crescimento”, diz o dermatologista Francisco Le Voci, do Hospital Albert Einstein

7. Banho quente

A alta temperatura da água durante o banho leva a secagem da estrutura de fio. A água extremamente quente também remove o excesso de sebo, essencial para escalpelamento. Para evitar danificar o arame, é aconselhável que a água é quentes (cerca de 20 graus Celsius) – a temperatura à qual uma luz fria sentir quando enxaguamento.
Caspa e seborréia também pode aparecer ou ser agravados pelo banho quente. “Não são consideradas para causar perda de cabelo, mas pode agravar uma já instalada, associando com um processo inflamatório mais grave”, diz Le Voci.

Você está pensando em como evitar ou mesmo reverter a queda de cabelos. Conheça o Hair Loss Blocker